sábado, 1 de agosto de 2009

Lagrimas


As lagrimas do meu olhos
podem simbolizar um grande sofrimento

O tormento que sinto
Tenta condenar o meu espirito
Mas dilacera minha alma

Em saber que o amor não existe pra mim
em saber que a vida é triste assim
Que as pessoas são vazias por dentro
ficam apenas nos pensamentos

A noites vem para destruir meus pensamentos

Pra me fazer esquecer do sorriso e
do amor.
Minha dor se torna carne
alma e espírito..
Não quero mais amar
dei meu coração, minha alma
por um sonho que se fez ilusão
Que agora me atormenta
As vezes o silencio ajuda, deveria ter ficado calada
Não que eu tenha te iludido
o meu erro foi te carregar comigo dentro do coração
o erro que minha vida ainda não apagou

meus desejos,meus anseios
meu amor, minha alegria
Vi tudo descendo pelo o ralo

Agora eu estou vivendo o meu pesadelo
Aprisionei o amor dentro de mim pra que não possa sair
e assim morrer sufocado pelo sofrimento a dor e o tormento.
Assim vou vivendo a minha vida enfim
caminhado feliz no cemitério do meu mundo.. Vazio e sem vida
encontro uma pequena garotinha de branco balançando entre flores vermelhas
pergunto quem és tu?
Ela responde sou você mesma...
É que a vida e as pessoas mataram aquilo que eu era pra ser o que você se tornou agora
Sombria, fria sem amor e indestrutível.

Nenhum comentário: