terça-feira, 14 de julho de 2009


Não importa o que aconteça
Não abra os seus olhos
Pra realidade cruel que te cerca

Eu sou apenas
Uma boneca
que sempre procura o mais simples da vida
sem ter nada que possa me prender a ela
Procuro desafiar a todos e tudo

mas tudo se afasta de mim
me sinto morta em vida
as minhas forças se esgotam como a ultima gota de orvalho que cai da manhã
me sinto fria por dentro as lagrimas do esquecimento rondam minha alma
me fazendo esquecer tudo que vivi até aqui
me fazendo perder a identidade e esquecer todos aqueles que um dia eu amei...

A vida nos proporciona tantas coisas
Uma dela é certa
o SOFRIMENTO
Pra mim nao faz tanta diferença conviver com isso
ja basta dor no peito que me faz me sentir fora de mim
As lagrimas que caem do meu rosto na escuridão da noite
me sinto so.. e o meu espirito clama pela felicidade coisa que supostamente nao existe pra mim
E vou levando a vida assim
De um jeito que não dá mais tenanto ficar em paz e correr atraz daquilo que ja nao sei mais..
(Autoria Paula de Sou Afonso)

Nenhum comentário: