segunda-feira, 26 de julho de 2010

O valor da vida


O valor da vida nao está em quantas vezes você saiu ou se divertiu
O valor da vida se mede em sentimentos, em valores sentidos por você.
Quantas vezes você disse eu te amo?
Quantas vezes você disse eu sinto muito?
Sabe pode ser tarde demais , pra expressar um sentimento, pra dar
um abraço, pra chorar junto, pra curti junto. Por que o mal da vida é ser inconstante.
Todos estamos conscientes mas fingimos que somos leigos, ou vitimas de uma sociedade que nos corrompe a sermos assim tao frios, o que está acontecendo com os sentimentos, ninguém mais consegue se expressa as pessoas agora tem medo de amar.
Mas no fundo elas querem dizer o quanto amam umas as outras, mas se escondem em ódio , em mágoa e se calam achando que com o silencio se compra tudo, até mesmo os sentimentos, mas nao é assim.
O ser humano so dar o que ele recebe, se ele so receber coisas ruins ele so saberá dar isso aos outros, algumas pessoas acham que ser frios e nao conversar ou demonstrar pelo menos um mínimo sentimento é sinônimo de ser "macho" na verdade a maior covardia do ser humano é esconder o que se tem de mais bonito e nao podemos ver que sao os sentimentos, quem sabe quando essa pessoa que consideramos tao especial morrer talvez vamos poder dizer isso.
Eu queria que as pessoas pudesse ler todas as coisas que eu escrevo e demonstrarem um pouco de compreenção uma com as outra e o amor que ambas sente mas isso so vai acontecer no dia que cada um percebe que precisa do outro e nao podem mais seguir sozinhos sem segurar a mao de alguem para um horizonte aonde ninguém sabe pra onde e pra que continua andando so anda com a certeza que vai ter um fim.
(AUTORIA PAULA DE SOUSA AFONSO)

Um comentário:

Erik Barbosa disse...

Nossa amoor, eu gostei.
by: Erik