terça-feira, 31 de maio de 2011

Como a primeira vez..


Por que tudo perdeu o sentido?
Por que nada que eu faço parece ter graça?
Queria voltar ao passado e poder concertar as coisas..

Queria nao ser eu, apenas uma vez.
Por que eu me ligo a você, por que você está presente nas coisas que eu penso..
sabe é difícil para mim ter que fazer você me deixar aos poucos
por saber que nao sou o certo para você.

Eu quero sumir espero que o tempo nao me abandone
e segure forte a minha mao, porque eu me estraçalho no vidro do tempo para tentar tudo outra vez.. nao me lembro o momento que eu realmente vivi sem ter medo, ou até sem ter me dado conta que parei de viver.

mas sei que no final das contas nada que eu fiz até aqui foi muito grande.
Nada fez tanta importância, as pessoas continuam vazias a seguir suas vidas, e o que eu faço? Nada! continuo sendo a mesma de sempre com um mundo pequeno vazio e submisso a minhas antigas ações, que assim me impedem de viver.

Eu quero respirar pelo menos um momento.
Quero fazer loucuras, quero beber
quero banhar na chuva, quero sair e dançar encima do carro, quero acampar, quero ver a lua enquanto morro de ri do seu jeito de fazer caretas, quero sair correndo para segurar você e dizer que eu te amo.

So quero que o tempo nao me faça sofrer denovo.
no meu mundo frio e vazio, aonde me encontro desde que parei de viver.
Espero esses dias sofrendo, e estagnada de tentar entender por que é que insisto em nao avançar o sinal e tentar viver tudo como se fossa a primeira vez.

Nenhum comentário: